Show More
Dormitórios Ciudad del Saber
[projeto]

 

arquitetura: Eduardo Crafig /Fabio Kassai /Juliana Garcias / Gabriela Gurgel /Marcio Guarnieri

Fundación Ciudad del Saber

Cidade do Panamá - Panamá

4.400,00m² [fase 1]

 

 

[concurso]

‘La Fundación Ciudad Del Saber’ criada em 1995 é um complexo internacional voltado à educação, investigação e inovação; organizado para promover e facilitar trabalhos entre universidades, laboratórios de pesquisas, empresas privadas e organismos internacionais.

Desde 1999, localiza-se em uma área de aproximadamente 120 ha, na antiga base militar de Clayton; às margens do Canal do Panamá próximo às eclusas de Miraflores. 

 

O concurso ‘Propuestas de Diseño para edifícios em La Ciudad Del Saber’ aberto aos arquitetos latino americanos  foi organizado em duas fases; na primeira buscava reunir propostas e idéias conceituais dos projetos; na segunda etapa foram selecionados 3 trabalhos finalistas, para desenvolvimento de anteprojeto de arquitetura.

 

[projeto]

A análise do sítio, os aspectos geográficos, climáticos e espaciais- além da solicitação de uma construção em etapas- induziu a uma implantação e um partido arquitetônico bastante claros, onde os blocos dos alojamentos são implantados no sentido transversal ao terreno (NE/SO), paralelos entre si, formando pequenos pátios. Esses nove blocos (fase 1 + fase 2) são conectados a uma estrutura linear de circulação de uso comum, paralela à rua e longitudinal aos alojamentos (NO/SE), unificando o conjunto.

A distância entre os blocos também foi estabelecida em função da vegetação existente no terreno, permitindo a preservação de grande parte das árvores e reforçando a permeabilidade entre jardim e edificações.

A implantação dos edifícios ganha maior destaque no momento em que cruza com o eixo de circulação de pedestres, pré-estabelecido pelo “Plan  Maestro”. O pátio entre os blocos ganha maior dimensão,  e o piso térreo dos dois edifícios adjacentes desenham  um alargamento da calçada, configurando-se como espaço público, de reunião, sociabilidade e acesso.  Os desníveis criam uma nova referência para o sítio, desenhando as diferentes relações entre os espaços - público, semi-público e privado, formando um vazio onde o conjunto edificado ganha uma nova centralidade: a praça.

O térreo atende e sugere programas de uso comum e apoio aos alojamentos,  como: estar, lavanderia, sala de leitura, café e pequeno auditório. No 1º e 2º pavimentos, elevados por pilotis encontram-se os alojamentos, copa e depósito; além de um espaço flexível, junto à edificação linear, dando suporte a pequenas reuniões e estar.

 

© 2015  [sic] arquitetura e design